home‎ > ‎Carta ao Leitor‎ > ‎

ed83


Ao Leitor
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Matemática, Engenharia e Inovação


O gosto pela Matemática sempre foi um fator decisivo na escolha de um curso superior. Aqueles que têm afinidade com essa ciência-linguagem, nos anos iniciais do ensino fundamental, geralmente crescem motivados a aplicá-la na solução dos problemas do dia a dia e acabam se interessando pela abrangente área das Ciências Exatas*. Mas, será que nós, que fazemos parte dessa realidade, temos noção do quão indispensável é a Matemática nas nossas vidas? É com esse questionamento que convidamos você, caro leitor, nesse início de semestre, a refletir sobre a importância de uma base matemática sólida para o desenvolvimento de um estudante e futuro profissional de Engenharia Elétrica.

Desde que o mundo é mundo a Matemática tem permitido a descrição e entendimento das leis que governam tudo a nossa volta. Embora muitos não percebam, nossa realidade é totalmente dependente da sua aplicação. Na Engenharia, a Matemática é a poderosa ferramenta aplicada para quantificar a utilização dos recursos da natureza em prol do benefício humano. Por esse motivo, é de fundamental importância que durante os anos de graduação o estudante de Engenheira Elétrica se torne apto a relacionar conhecimentos matemáticos, técnicos e científicos para produzir avanços tecnológicos.

A relação entre Matemática e tecnologia é tão íntima quanto antiga. As grandes invenções da humanidade só foram possíveis graças à representação matemática. Um dos exemplos mais revolucionários foi a produção das primeiras lâmpadas elétricas práticas, demonstradas por Thomas Edison. A lâmpada de Edison não ocasionou apenas revolução na forma de iluminação, mas impulsionou diversas pesquisas em torno do fenômeno da incandescência, levando à introdução ao complexo mundo da Física Quântica.

O homem do tempo e do espaço, Albert Einstein, foi um dos principais colaboradores para essa evolução. O cientista que iluminou, como ninguém, a ciência deste século, desvendou o mistério por trás da propagação e intensidade da luz a partir da hipótese de quantum de energia introduzida por Max Planck; na mesma época que lançava o trabalho que mudaria o seu destino e história da ciência: a Teoria Especial da Relatividade. A representação matemática da teoria referente à equivalência entre massa e energia (E = mc²) viria a ser uma das mais famosas e úteis equações da humanidade.

Uma aplicabilidade dessa teoria é na produção de energia a partir da fusão nuclear. Esse tipo de processo propõe a geração de uma fonte de energia que supere as expectativas de eficiência. A energia liberada nas reações produzidas em reatores experimentais é descrita pela equação da Relatividade de Einstein. Atualmente, cerca de dez países possuem reatores de fusão nuclear e os avanços nesse campo são estrondosos, prometendo desencadear grande desenvolvimento tecnológico.

Mas você já parou para pensar no estágio atual que a tecnologia conhecida se encontra? Há quem diga que a Quarta Revolução Industrial está apenas começando, mas o seu impacto e direção ainda são desconhecidos. A necessidade e curiosidade de produzir novas tecnologias levou a humanidade a se tornar dependente dos próprios inventos. A internet, juntamente com a Computação na Nuvem e Internet das Coisas, vem se tornando cada vez mais indispensável no mundo atual. Um novo cenário de possibilidade surge a cada dia e a definição de limite fica cada vez mais esquecida.

Nesse contexto, na 83ª edição do Jornal PET-Elétrica, convidamos você, caro leitor, a entender melhor sobre a aplicação dos conceitos matemáticos nas disciplinas do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Campina Grande com a leitura do artigo “A Importância da Matemática para a Engenharia Elétrica”. O convidamos também a conhecer o importante passo para o desenvolvimento da Física Moderna, com o artigo “O Impacto da Lâmpada Elétrica na Física Quântica”. Uma aplicação da Física Quântica é ainda encontrada no processo de produção de energia por fusão nuclear descrito em “Fusão Nuclear: o Sol em uma Garrafa Magnética”. E em “A Quarta Revolução Industrial está Apenas Começando” você encontrará uma abordagem otimista do progresso tecnológico. Por fim, não deixe de conferir as seções culturais, nelas encontram-se dicas de livros, filmes, séries e músicas, além das imagens selecionadas para galeria do mês.

Boa leitura a todos!


Wislayne Dayanne Pereira da Silva

Equipe Editorial do Jornal PET-Elétrica

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* Embora não exista ciência exata, em sentido estrito, esse termo é usado para designar as classes das ciências naturais, ciências formais e ciências aplicadas.



   






















Comments