home‎ > ‎Carta ao Leitor‎ > ‎

ed64



---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Carta ao Leitor


Prezado Leitor,

O cérebro é o órgão responsável por coordenar todo o funcionamento do corpo humano. Além disso, é nele que são processadas tanto as informações que são recebidas por meio dos cinco sentidos, quanto as que são enviadas em resposta a eles. É também onde o conhecimento permanece armazenado. Assim, pode-se compará-lo a um computador, já que é uma “máquina” com memória que executa comandos sequencialmente de acordo com a situação em que o homem está inserido, ou seja, é programável. Se um indivíduo precisa solucionar um problema, ele organiza as ideias em seu cérebro, para que depois possa executá-las, como se estivesse escrevendo um programa e, logo em seguida, compilasse e executasse o que havia pensado.

Nesta 64ª edição do Jornal PET-Elétrica, aborda-se, no artigo “Interfaces cérebro-máquina”, o desenvolvimento das chamadas interfaces cérebro-máquina, que são sistemas de aquisição e de processamento de sinais cerebrais. Com elas, o estudo do funcionamento do cérebro vem avançando bastante, pois permitem o monitoramento da atividade desse órgão, mapeando cada área dele a uma determinada ação do corpo humano. Sendo assim, um sonho dos pesquisadores que pode se tornar realidade em breve é o de proporcionar a um deficiente físico uma solução para a sua debilidade.

Toda a informação adquirida sobre um assunto é armazenada no cérebro e com a combinação de mais e mais informações se pode desenvolver ideias bastante interessantes, que podem ser utilizadas para o desenvolvimento de um projeto. E foi com base nisso que os estudantes Ricardo Alves e Luis Sousa, alunos de mestrado da Universidade do Algarve, em Portugal, desenvolveram uma mesa de bilhar interativa, a Pool Live Aid, em que é mostrada a localização da bola e a sua trajetória de acordo com o posicionamento do taco. Mais detalhes sobre o projeto acadêmico são expostos no artigo " 'Brincadeira' é coisa séria".

O universo da Engenharia é muito vasto e boa parte das pessoas pensa que para resolver problemas, as soluções são sempre as mais complexas possíveis, resultando em um grande trabalho para o engenheiro. O artigo "Soluções básicas" foi escrito para confrontar essa ideia. Nele, são explicitadas algumas situações em que engenheiros das mais diversas áreas utilizaram conhecimentos adquiridos no início das suas graduações para solucionar determinados problemas. E também, corrobora com o que já foi dito no começo dessa carta, que dependendo do obstáculo a ser superado, o homem programa seu cérebro para procurar uma maneira de enfrentá-lo.

Quando se cursa uma graduação, seja ela em qualquer centro de ensino, depara-se com diferentes disciplinas, que são ministradas por metodologias totalmente diferentes. Alguns professores lecionam priorizando os alunos que têm a capacidade de decorar informações facilmente e, às vezes, não tomam o cuidado de verificar se esses estudantes estão realmente aprendendo o conteúdo, ou se estão apenas o armazenando temporariamente em suas memórias. Com isso, no artigo "Saber e entender", discorre-se sobre esse assunto, conseguinte observações do físico teórico norte-americano Richard Feynman, e, inclusive, sugere-se uma solução para que a memorização de conteúdos seja evitada.

Para aproveitar o início de período, tem-se a seção cultural do Jornal PET-Elétrica com dicas de livros, de filmes e de música. As dicas de livros selecionadas foram “Um Estudo em Vermelho”, escrito por Arthur Conan Doyle, e "O Mistério do Cinco Estrelas", redigido por Marcos Rey. Os filmes "Invencível", dirigido por Angelina Jolie, e "Golpe Duplo", dirigido por Glenn Ficarra e por John Requa, são os indicados para as dicas de filme. E para aproveitar uma boa música brasileira, desfrute do disco "Dá licença meu senhor" composto pelo grande João Bosco.

Boa leitura!

Equipe Editorial do Jornal PET-Elétrica



   







A convite do Jornal PET Elétrica, a engenheira eletricista Rachel Suassuna de Medeiros escreveu sobre a turma de 1973, da então Escola Politécnica da UFPB. Confira!




O Professor Dr. Marcelo Sampaio de Alencar destaca, em seu texto, as finalidades do Iecom, as pesquisas, as parcerias e os projetos nos quais está envolvido. Confira!









Comments