home‎ > ‎Carta ao Leitor‎ > ‎

ed54

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Carta ao Leitor


Prezado Leitor,

É intrínseco a quase toda felicitação o desejo de saúde. Seja na virada do ano, seja celebrando um aniversário, “Muita saúde para você” sempre se encaixa nos pronunciamentos, com um acabamento peculiar já que se trata apenas de uma vontade sujeita aos percalços da vida. Ao fundo de cada comemoração está a ciência, a espreitar qualquer sinal do tempo oposto à concretização das palavras. Cabe a ela ser ágil e certeira na manutenção do indivíduo. Ao espirro, a vacina; ao corte, os pontos; ao coração, o marcapasso. Muito já foi feito por laboratórios mundo afora, e muito ainda há de vir quando o objetivo é saúde e tecnologia, em uma conexão sensível, humana, sem fios.

Nesta 54ª edição do Jornal PET-Elétrica, apresentamos um importante apetrecho eletrônico vinculado à saúde. O coração mantém o sangue bombeando por todo o corpo e bate de acordo com as emoções e esforços físicos realizados pela pessoa, embasado por impulsos elétricos. Em alguns, porém, esses impulsos não funcionam normalmente, exigindo um aparelho capaz de suprir a falta natural. No artigo “Tecnologia a favor da saúde: conheça um pouco mais sobre marcapassos” são dadas explicações sobre o funcionamento deste cúmplice da vida, além de explanações sobre os possíveis desordeiros de seu funcionamento.

A influência no ritmo cardíaco é apenas um exemplo do quão viva pode ser a ciência. Cada vez menores e mais sofisticados, com complexidade relativa, os dispositivos eletrônicos já são vislumbrados em inúmeros recantos do planeta, incorporados à rotina. Os avanços, ao longo dos anos, trouxeram não só benefícios à saúde, como também praticidade e esta é um dos principais benefícios do uso de redes sem fio. No artigo “Sem tropeços” são apresentados comentários sobre o WiFi e o Bluetooth, duas recentes tecnologias tão presentes no cotidiano das pessoas quanto o ar que respiram, que auxiliam na transmissão de dados e na conectividade sem o uso de cabos.

Uma das pesquisas mais difíceis, com resultados ansiados por multidões, é a voltada para a busca da juventude eterna. A fonte da juventude ilude as mentes humanas desde a antiguidade. Hoje, é em uma síndrome rara que os cientistas esperam encontrar a resposta. No artigo “Síndrome X, a possível fonte da juventude” são relatados alguns casos de pessoas que nasceram com este problema de saúde: o tempo passa, mas elas continuam crianças de colo. Um tratamento desta síndrome poderá ajudar as famílias envolvidas, e o mundo a entender melhor o processo de envelhecimento, amenizando sofrimentos.

A medicina recebe contribuições de variadas fontes de tecnologia. O conhecimento nunca é único e as mudanças são inevitáveis. A Engenharia Elétrica é uma forte aliada da área biomédica, mas também de inúmeras outras. Com o objetivo de divulgar essas relações à graduação e à comunidade, o PET Engenharia Elétrica realizou, no dia 23 de maio, em parceira com o Ramo Estudantil IEEE da UFCG, um evento desbravador. No artigo “IV Dia da Engenharia Elétrica – Um mundo de conexões” é exposto o relato de uma participante sobre o momento. Contando com profissionais renomados, o evento foi bastante interessante e motivador ao expor parte do leque de áreas nas quais os engenheiros eletricistas podem atuar.

A educação brasileira é um dos alvos constantes da atenção pública e midiática. O ensino do país preenche posições alarmantes em rankings internacionais, apesar do seu imenso potencial educacional, pouco investido e explorado. O Mundo Acadêmico desta edição traz informações sobre o ensino superior brasileiro, apresentando importantes instituições do país em diferentes áreas do conhecimento, além de dados interessantes para a análise do sistema educacional tupiniquim.

O curso de Engenharia Elétrica da UFCG é um dos melhores do país. Os motivos são diversos com destaque para a grande disponibilidade de laboratórios e o corpo docente formado por exímios profissionais da engenharia. Em “Publicações DEE”, o professor doutor Marcelo Sampaio descreve as principais atividades de pesquisa do Instituto de Estudos Avançados em Comunicações (Iecom), as finalidades do instituto, além de apresentar parcerias e os projetos desenvolvidos no local.

Nesta edição ainda há o Acervo Histórico com o depoimento da engenheira eletricista Rachel Suassuna de Medeiros. Formada em 1973, na então Escola Politécnica da UFPB, ela expõe, em seu texto, não só sobre como era o curso de Engenharia Elétrica naquele tempo, como também as confraternizações anuais organizadas por sua turma. Um acervo de imagens completa o excelente trabalho feito pela senhora Rachel para o Jornal PET-Elétrica.

É geralmente no quinto período que os alunos do curso de graduação em Engenharia Elétrica da UFCG são apresentados às ferramentas desenvolvidas pelos franceses Fourier e Laplace. Tão importantes quantos os cálculos básicos, as expressões utilizadas no estudo de sinais são trabalhadas, inicialmente, na disciplina “Análise de Sinais e Sistemas”. No “Relato de Disciplina” desta edição, a professora Luciana Veloso comenta como é lidar tais estudos com os alunos.

As dicas de livro estão instigantes! A primeira é sobre o livro “Pensar bem nos faz bem!”, do professor e filósofo Mário Sérgio Cortella, que traz à tona temas comuns à qualquer sociedade, como família, educação, carreira, muito bem trabalhados. A segunda, sobre o recente sucesso do autor Dan Brown, “Inferno”. Nas dicas de filme estrelam o suspense “Psicopata Americano”, do diretor Mary Harron, e a ação de “Jogos Vorazes”, dirigido por Gary Ross. Sensacional!

Boa leitura!

Equipe Editorial do Jornal PET-Elétrica



   







A convite do Jornal PET Elétrica, o Prof. Edmar tece comentários a respeito de sua experiência no exterior. Confira!




O Professor Dr. Waslon Terllizzie Araújo Lopes fala sobre suas áreas de atuação, descreve o instituto ao qual está vinculado e comenta sobre seus projetos de pesquisa em andamento. Confira!






Comments